Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
"Eu sou à esquerda de quem entra. E estremece em mim o mundo. (...) Sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. Sou um coração batendo no mundo." (Clarice Lispector)

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009


Esta é a ultima postagem do ano.
Gostaria de escreve muito, do quanto aprendi e da quantidade de coisas que pretendo fazer no próximo ano.

Mas as palavras do Fernando Pessoa traduzem este momento:


"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."

Fernando Pessoa


Temos novos virão, destas vez correrei o mais rápido que eu puder!!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009



...A lenda pessoal é aquilo que você sempre desejou fazer. Todas as pessoas, no começo da juventude, sabem qual é sua lenda pessoal.
Nesta altura da vida, tudo é claro, tudo é possível, e não temos medo de sonhar e de desejar tudo aquilo que gostaríamos de fazer. Entretanto, à medida em que o tempo vai passando, uma misteriosa força começa a tentar provar que é impossível realizar a Lenda Pessoal.
Esta força que parece ruim, na verdade está ensinando a você como realizar sua Lenda Pessoal.
Está preparando seu espírito e sua vontade, porque existe uma grande verdade neste planeta: seja você quem for, quando quer com vontade alguma coisa, é porque este desejo nasceu na alma do Universo.
É sua missão na Terra.
(O Alquimista)
Paulo Coelho

Hoje indo para a faculdade vi estas forças que nos puxam contra nosso objetivo. Fui ofendida,pressionada, fiquei sem recursos, apareceu outros caminhos interessantes, perdi tempo, dinheiro, paciencia, sem contar a chuva, o trânsito, o sono , ônibus cheio, etc
Tudo isso para fazer algo simples mas de grande importancia, há sempre uma grande prova antes de conseguimos atingir nosso objetivo.
Como Paulo Coelho diz, o caminho da lenda pessoal é igual aos outros, a diferença é que nele está nosso coração.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009


Desta vez será mais dificil esquecer, se ao fechar meus olhos vejo os seus olhos brilhantes.

Esta marcado em minha mente o primeiro encontro nas escadas, em uma cena até meio cinematográfica. =)

Na verdade eu não queria esquecer... mas precisarei....
Nos filmes e nos livros tudo é tão simples, as oportunidades voltam, e principalmente não existe "O tarde demais".


Enfim... já me acostumei a domar meu coração a discipliná-lo, desta vez (quase que única) deixei de lado minha armas, porem fiquei presa em minha própria armadura.
Desta fez será mais dificil, mas o tempo é amigo e já estou habituada...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Sacertotisa do povo das fadas

Morgana...
Morena e feia como o povo das fadas
Inteligente e instruída, tem o costume de discutir assuntos que a maioria das mulheres não gosta;
Possui uma voz suave e encantadora;
Tem a Visão e conhece os mistérios da magia;
Gosta de ser livre e desfrutar os prazeres deste mundo;
Possui um amor proibido, no qual o provou apenas uma vez e este foi o mais marcante de sua vida e uma paixão não cor respondida, se não fosse quem fosse, talvez viveria esta paixão.
Os homens a admiram mas não a querem, as mulheres a admiram mas não a compreendem

Espírito da Deusa , livre, forte que não se encaixa neste mundo... quem sabe no mundo das fadas ou em Avalon.
Quantas Morganas deverão existir ainda neste mundo? e quando este mundo poderá recebê-las e abraçá-las??
Espero que a Deusa saiba...


segunda-feira, 30 de novembro de 2009


V de vingança é um dos meus filmes preferidos, falo dele hoje pois me deparo com uma pequena questão semelhante que no filme ilustra perfeitamente.

As pessoas marcam nossas vidas através de suas idéias, pensamentos e ideais.
A Ivey teve medo e criou forças; amou e odiou o V por seus fantásticos ideais.
Como ele mesmo diz, as idéias são eternas, e não podem ser destruidas.
E o rosto por trás da máscara não importa...

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A conversa com o demônio

O homem olha o entardecer na linda praia, ao lado de sua mulher, durante suas merecidas férias. Tudo parece absolutamente no seu lugar, e de repente, do fundo do seu coração, surge uma voz simpática, companheira, mas com uma pergunta difícil:
“Você está contente?”
“Sim, estou”, responde.
“Então olhe com cuidado à sua volta”.
“Quem é você?”
“Sou o demônio. E você não pode estar contente, porque sabe que, cedo ou tarde, a tragédia pode aparecer e desequilibrar seu mundo. Olhe com cuidado à sua volta, e entenda que a virtude é apenas uma das faces do terror”.
E o demônio começa a mostrar tudo o que está acontecendo na praia. O excelente pai de família que neste momento empacotava as coisas e ajudava os filhos a colocarem um agasalho, que gostaria de ter um caso com a secretária, mas estava aterrorizado com a reação da mulher.
A mulher, que gostaria de trabalhar e ter sua independência, mas estava aterrorizada com o a reação do marido.
As crianças que se comportavam bem, com terror dos castigos.
A moça que lia um livro, sozinha numa barraca, fingindo displicência, enquanto sua alma aterrorizava-se com a possibilidade de jamais encontrar o amor de sua vida.
O rapaz com a raquete exercitando seu corpo, aterrorizado pelo fato de precisar corresponder às expectativas de seus pais.
O velho que não fumava e não bebia dizendo que tinha mais disposição agindo assim, quando na verdade o terror da morte sussurrava como o vento em seus ouvidos.
O casal que passou correndo, os pés espalhando a água da arrebentação, o sorriso nos lábios, e o terror oculto dizendo que iam ficar velhos, desinteressantes, inválidos.
O homem que parou sua lancha na frente de todos e acenou com a mão, sorrindo, queimado de sol, sentindo terror porque podia perder seu dinheiro de uma hora para a outra.
O dono do hotel que veio cumprimentar seus hóspedes no momento em que o sol se escondeu, tentando deixar todos contentes e animados, exigindo o máximo de seus contadores, com terror na alma porque sabia que — por mais honesto que fosse — os homens do governo sempre descobriam as falhas que desejassem na contabilidade.
Terror em cada uma daquelas pessoas na linda praia, no entardecer de tirar o fôlego. Terror de ficar sozinho, terror do escuro que povoava a imaginação de demônios, terror de fazer qualquer coisa fora do manual do bom comportamento, terror do julgamento de Deus, terror dos comentários dos homens, terror da justiça que punia qualquer falta, terror da injustiça que deixava os culpados soltos e ameaçadores, terror de arriscar e perder, terror de ganhar e ter que conviver com a inveja, terror de amar e ser rejeitado, terror de pedir aumento, de aceitar um convite, de ir para lugares desconhecidos, de não conseguir falar uma língua estrangeira, de não ter capacidade de impressionar os outros, de ficar velho, de morrer, de ser notado por causa de seus defeitos, de não ser notado por causa de suas qualidades, de não ser notado nem por seus defeitos, nem por sua! s qualidades.
“Espero que isso o deixe mais tranqüilo”, terminou o demônio. “Afinal, você não está sozinho com seus medos”.
“Por favor, não vá embora sem antes ouvir o que tenho a dizer” respondeu o homem. ”Temos uma capacidade incrível para detectar dores, remorsos, feridas – ou terror, como você prefere. Mas certa vez meu pai me contou a história de uma macieira que, de tão carregada de maçãs, não conseguia deixar que seus galhos cantassem com o vento. Alguém que passava perguntou porque ela não procurava chamar a atenção, como todas as outras árvores. ‘Meus frutos são minha melhor propaganda’, respondeu a macieira”.
“Claro que não sou diferente de ninguém, e meu coração abriga muitos medos. Mas apesar de tudo, os frutos de minha vida falam por mim, e se algum dia acontecer uma tragédia, eu sei que não passei minha vida sem arriscar”.
E o demônio, decepcionado, partiu para tentar assustar outras pessoas mais fracas.



Esta Leitura me faz refletir...o que nos faz parar ou movimentar é o medo.
A vida é assim, temer e arriscar... li um texto do meu antigo blog, vi que esta questão sempre me acompanhou, nele eu dizia algo mais ou menos assim: " Quem tem medo e arrisca, sofre uma vez. Quem tem medo e não arrisca sofre duas". É uma frase simplista, mas que significa muito para mim.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

há um pássaro azul no meu coraçãoque quer sairmas eu sou demasiado duro para ele,e digo, fica aí dentro,não vou deixarninguém ver-te.há um pássaro azul no meu coraçãoque quer sairmas eu despejo whisky para cima delee inalo fumo de cigarrose as putas e os empregados de bare os funcionários da mercearianunca saberãoque ele se encontralá dentro.há um pássaro azul no meu coraçãoque quer sairmas eu sou demasiado duro para ele,e digo, fica escondido,queres arruinar-me?queres foder-me omeu trabalho?queres arruinaras minhas vendas de livrosna Europa?há um pássaro azul no meu coraçãoque quer sairmas eu sou demasiado esperto,só o deixo sair à noitepor vezesquando todos estão a dormir.digo-lhe, eu sei que estás aí,por issonão estejas triste.depois,coloco-o de volta,mas ele canta um pouco lá dentro,não o deixei morrer de todoe dormimos juntosassimcom o nossopacto secretoe é bom o suficientepara fazer um homem chorar,mas eu não choro,e tu?Charles Bukowski

Ok ok... não conseguirei ficar em silêncio...
Postarei os textos, poemas e sinteses de filmes que estão me acalmando e aconchegando nestes tempos.... não serão palavras minhas, mas serão a citações que justificarão meu propósito. (... citações... ¬¬ )

terça-feira, 17 de novembro de 2009


Meta pessoal para quando essa tempestade passar: " ler Charles Bukowski"

Até logo

Percebi que nos meus ultimos post e twits tenho sendo repetitiva, reclamando, esbravejando tudo sobre as mesmas coisas.... me desculpem!!
Minha mente está transbordando e não há espaço para outras coisas, estou vendo poucos filmes e minha leitura não está fluindo bem, estou estragando tudo!
Por isso, Ficarei um pouco out para eu conseguir me resolver, ou até ao menos me acalmar um pouco. Aqui é uma boa valvula de escape, mas uma das coisas que eu mais odeio é reclamação...

Então espero que antes da contagem regressiva e o estourar de fogos eu reapareça com pensamentos, apenas pensamentos e devaneios....

Até logo =)

domingo, 15 de novembro de 2009

Esqueçam! Desistam! Não tem solução!!!

Este post é um desabafo... porque a melhor resposta que se pode ter, é quando se é perguntado a ninguém, porque alguém sempre terá uma resposta desagradável...

AHHH!!! estou com vontade de gritar, de sumir, de explodir e sumir!!
Não consigo falar, nem chorar, tampouco desenhar, gesticular, o que me resta é escrever.
meu corpo esta tão tenso que somente minhas mãos se movimentam, em um ritmo rápido e desesperado, como de quem tem medo que seja pego, ou de que acabe as palavras, ou até de não perder perder as ditadas rápido demais!

Estou cansada das pessoas que me dizer o que fazer, o que devo pensar o que devo dizer

ESQUEÇAM! DESISTAM! NÃO TEM SOLUÇÃO!!!

Por que é tão difícil entender isso???

Meu TCC ??? é a Minha faculdade!! eu tenho ainda dois anos para terminar, quem sabe não seria bom eu fazer mais 8 matérias que eu ano tive antes??? isso pode me ajudar, irei aprender mais! Mas não eu tenho que me formar agora porque todo mundo quer que eu me forme!!! se estou demorando FODA-SE o problema é meu!!! eu não tenho pressa, eu já trabalho na area, ganho razoavelmente bem, tenho uma certa estabilidade, talvez serei promovida!!! mas nãooo!! tenho que me formar agora, porque Todo mundo quer , não porque EU Quero!!

Romances??? Estou cansada de relacionamentos vazios, de sexo verbal, de sexo e beijos sem sentimentos, Eu já curti, passei desta fase, cansei!!!
Eu quero me apaixonar!!! quero amar, só isso!! meu coração ficou vazio por tempo demais....
este é o meu único objetivo... o depois ? como? quando? e com quem? não me importam, eu só quero sentir....
só isso.... será que é tão difícil entender??

Estou cansada de dar satisfação! dizer o porque eu quero, quando eu quero, o que vou fazer, quero simplesmente fazer, ir, comprar, comer, beber...

Estou cansada de julgamentos, quando leio algum livro sou obrigada a ouvir " vc esta lendo isso? credo!" "Aff! para de ler! isso é tão deprimente!" ou '"vc não tem vida social não?" " para de ler! vamos sair!" " para de arranjar desculpas" ...... etc .....
Isso sem contar a fomasa pergunta " Por que você não terminou seu TCC?? falta muito ?o que que falta para você terminar???" ¬¬

Enfim... um telefonema e estou mais calma...
ok... sim eu sei eu sou impulsiva demais, inconstante demais e desequilibrada...
mas eu sou assim... Esqueça, desista, não tem solução...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Reign Over Me

Um dos filmes que se deve ver antes de morrer:
Reine Sobre Mim (Reign Over Me)
Escrito e dirigido por: Mike Binder
2007


Se eu tivesse uma grande perda acho que seria como Charlie Fineman, fingiria esquecer do passado, entraria em mundos paralelos para suprir minha mente e ocupar meu tempo.
Acho que eu já faço isso em uma dose amena....

video

Antigos hábitos


Sinto que aos poucos estou readiquirindo antigos hábitos.

O preto por exemplo, me reconforta. Tentei me utilizar das cores, mas seus tons me sugavam, extraiam de mim o pouco de energia que tinha. Portanto, decidi voltar as cores que me aconchegam, assim consigo me fortalecer, meus olhos brilham mais. Simples, sendo somente eu.


Outro hábito abandonado que pretendo readiquirir é a entrega.

A entrega quase inconsequente, o segredo é apenas fechar os olhos e caminhar, permitir e principalmente sentir... meus sentimentos estão enferrujados, empoeirados, quase incômodos.

Não quero mais impor limites, ser prudente, quero ter sentir o coração acelerado e o frio na barriga.

Sei o que devo fazer, tenho dúvidas ainda para onde seguir e como dar o primeiro passo, um passo errado agora, pode compremeter todo o meu processo de libertação...

Porem, acho que seguirei o caminho que sonho a muitos anos, e que até hoje não tive coragem de dar o primeiro passo.

Sempre soube que para ter um amigo, basta ser amigo. Acredito que com o amor seja parecido, para ser amado deve-se amar. Bem... é dificil falar sobre o amor agora, é como usar um vestido velho.

Quero dar um pouco de brilho a um par de olhos opacos e distantes... Assim também darei um pouco de paz ao meu coração.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Eu a Suelem e a Câmera - TOSCO

Este foi meu primeiro video, que faz uns 4 anos, completamente Tosco.
Um dia de tédio


video

p.s: não estavamos drogadas ! hehe

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Lendas


Qual o preço?
- O preço de viver um sonho é muito maior do que o preço de viver sem arriscar-se a sonhar? - perguntou o discípulo.
O mestre levou-o a uma loja de roupas. Ali, pediu que experi­mentasse um terno exatamente do seu tamanho. O discípulo obede­ceu, e ficou maravilhado com a qualidade da roupa.
Em seguida, o mestre pediu que experimentasse o mesmo terno - mas de um tamanho muito superior ao seu. O discípulo fez isto.
- Esse não serve. Está muito grande.
- Quanto custam estes ternos? - perguntou o mestre ao vendedor.
- Os dois custam o mesmo preço. Apenas o tamanho é diferente.
Na saída da loja, o mestre comentou com seu discípulo:
- Viver o sonho, ou abandonar o sonho, também custa o mesmo preço, geralmente muito caro. Mas a primeira atitude nos leva a comungar com o milagre da vida, e a segunda não nos serve



Iluminação em sete dias
Buda afirmou aos seus discípulos: quem se esforça, pode alcançar a iluminação em sete dias. Se não conseguir, com certeza alcançará em sete meses, ou em sete anos. O jovem resolveu que a conseguiria em uma semana, e quis saber como devia agir: “concentração” foi a resposta.
O jovem começou a praticar, mas em dez minutos já havia se distraído. Aos poucos, foi prestando atenção em tudo que o distraía, e achou que não estava perdendo tempo, mas se acostumando consigo mesmo.
Um belo dia decidiu que não era preciso chegar tão rápido a sua meta, já que o caminho estava lhe ensinando muitas coisas.
E foi neste momento que se tornou um iluminado.



Quando os anjos falam
Ninguém é corajoso todo tempo. O desconhecido é um desafio constante, e o medo faz parte da jornada.
O que fazer? Converse consigo mesmo. Fale sozinho. Converse com você, mesmo que os outros achem que você ficou louco. À medida que falamos, uma força interior nos dá segurança para superar os obstáculos que precisam ser vencidos. Aprendemos as lições das derrotas que - inevitavelmente - vamos sofrer. E nos preparamos para as muitas vitórias que farão parte de nossa vida.
E aqui entre nós, aqueles que têm este hábito (entre os quais me incluo) sabem que jamais estão falando sozinhos; o anjo da guarda está ali, escutando e nos ajudando a refletir. A seguir, algumas histórias sobre anjos


Condenando o irmão
O abade Isaac de Tebas estava no pátio do mosteiro rezando, quando viu um dos monges cometer um pecado. Furioso, interrompeu sua oração, e condenou o pecador.
Naquela noite, foi impedido de voltar a sua cela por um anjo, que lhe disse: "você condenou seu irmão, mas não disse que casti­go devemos aplicar: as penas do inferno? Uma doença terrível ainda nesta vida? Alguns tormentos em sua família?"
Isaac ajoelhou-se e pediu perdão: "atirei as palavras no ar, e um anjo escutou-as. Eu pequei por falta de responsabili­dade com o que digo. Esquece minha ira, Senhor, e me faz ter mais cuidado ao julgar o meu próximo”.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Estou anciosa... faz muito tempo que eu não me envolvo com alguem... por mais primário que seja hoje....
É como tocar um instrumento, depois de algum tempo sem prática os dedos ficam duros e as mãos não se articulam com a mesma facilidade.
Mas o som das notas continuam tendo a mesma mágica, assim como o friozinho na barriga rs.
Incrivel como as atitudes mudam, o tom de voz, o tratamento, a conversa, o silêncio possui outro significado é tão intenso, quase tangivel.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009




Muitos dizem que eu sou confusa, fria, indecisa, etc
Mas, ninguém percebe que na verdade sou simples, só tenho um armadura que me protege,como todo mundo.
A única coisa que quero é um abraço seguro, que seja bom, sem influencias do passado ou futuro.


Eu sempre gostei de coisas simples...
Gosto de dormir ouvindo o barulho da chuva;
Gosto do cheio do asfalto molhado;
Gosto de acariciar um animal...gatos me encantam
Gosto de sentir perfumes, de olhar nos olhos... de texturas;
Gosto de sentir o bater do coração;
Gosto de papiar por horas, de preferência sobre algo completamente inutil;
Gosto de olhar para a lua;
Gosto de seriados, livros, filmes , animes e tudo o que transporta a minha mente a um outro mundo.
Não gosto de um estilo musical exclusivo, gosto de músicas que tocam meu espírito e meu humor.
Gosto de reparar nas sardas, de rir até o maxilar doer...

Gosto de tantas coisas... nenhuma delas envolve dinheiro, trabalho ou muito esforço. São coisas simples e que simplesmente acontecem.
Por estes e outros motivos que gosto tanto do filme " O fabuloso destino de Ameli Poulain".
Eu adoraria conhecer um colecionador de fotos instantaneas 3x4
Ah! também gosto das cores deste filme... o verde e vermelho se encaixam muito bem ^^

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Uma pergunta que eu nao conseguia responder, hoje tenho uma resposta concreta.
Como eu me vejo daqui a cinco anos, ou talvez 10?
Bem.. ou como eu Quero me ver daqui a 5 anos?

Quero ter meu café, em um lugar onde as pessoas o apreciem com paciencia e prazer.
Quero acordar as 8:00 hs fazer umas 3 horas de exercícios e trabalhar no meu lugar, ver pessoas, fazer projetos, organizar, gerenciar... ao som de uma boa música e acompanhada de pessoas agradaveis. No final do dia quero tomar um banho, ler um bom livro, depois ver o que acontece com o mundo, conversar com um amigo, assistir um filme e dormir.
Seria um dia maravilhoso, se em pelo menos um desses momentos envolver alguem que eu ame, seria perfeito.

Será que isso é possivel?

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

A foto do Blog é muito "Escadas Horizontais". rsrs ( ficaria ótimo nele )
Porém esta é caleisdoscópica demais!

Sempre caio em escadas... Nelas meus passos não tem firmesa, me sinto tonta, cansada, meus joelhos doem.

Esta é especial, cada giro guarda um mistério, parece interminavel, me faz pensar em varias possibilidades , sonhos, brincadeiras, transfomações.

E aquele ponto no escuro sou eu.... sim, aquele no fim, ou no inicio, quem vai saber?

Uma história sem fim.


Proteção:
Armadura, vidro, grade, aço, se afastar, não pensar, fechar os olhos... fugir....


Grandes feitos envolvem grandes riscos...


Ariscar:
Atirar-se, envolver-se, confiar...


Viver é ariscar...


O Tudo e o Nada possuem a mesma intensidade...


Por não querer mais feridas, deixa-se de caminhar...


Minhas palavras não fazem sentidos, meus sentimentos são vazios, meus pensamentos são desconexos, não tenho coragem. Assim não passarei pelas grandes esfinges.

Me sinto como a Imperatriz menina, em que o Vazio domina seu reino. Para salva-la basta somente lhe dar um novo nome.

domingo, 27 de setembro de 2009

O que é um momento decisivo???


hoje uma amiga ( estudante de artes) me pediu para ajuda-la a fazer dois trabalhos da faculdade, um deles era fotografar um momento decisivo. Um tema muito abrangênte....
Entre tantos nuances, veio a idéia de mostrar um momento que toda mulher passa pelo menos uma vez na vida " dar ou nao dar no primeiro encontro? rsrss" Esse momento pode mudar toda uma relação.
Inicamos as fotos, minha amiga tirou varias totos, que contribuiram para conseguir o objetivo dela, porem ao analisar as minhas vi que algo estava errado...
Os meus clics estavam se focando em algo desejado, preparado, instigado...
Até então onde pensavamos,um ato decisivo era algo que simplesmente acontece, como um acidente, mas será mesmo???
Cheguei na conclusão que não, um momento decisivo é algo desejado, planejado, esperado. O que o torna decisivo são as consequências.

Assim como na intesão das fotos, preparo-me ao meu momento decisivo, planejando, desejando, esperando, escolhendo o momento certo para agir.
ps: No outro trabalho gravamos um video, temática obessessão, logo postarei.

domingo, 6 de setembro de 2009


Antigamente o fechar de olhos me levavam a ação, hoje a espera.

Agora nao vejo mais cores, tudo gira muito lentamente.

O bater singelo da borboleta que outrora me assustava, logo me encantava, hoje nao existe mais....


Onde estão as borboletas???


Esta é uma pergunta que permanece a muito tempo...

Onde estão as boroletas??

Não mais as vejo, nao as sinto,nao as toco. Quase nao lembro de suas caracteristicas.


A alguns dias li um texto sobre uma mariposa que possuia as cores do vazio, e roubava as cores e sentimentos de onde pousava. Acho que foi estas mariposas que esconderam ou transformaram as borboletas.


minha mãe quando criança colecionava libelulas, enquanto eu quando tinha a mesma idade tinha medo de borboletas.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O que é mesmo que se passa?


Este texto não é meu, porem é expecial para min.
As palavras ao serem lidas enchem a boca, infla o peito e tem uma mensagem quase subliminar, porem muito clara.
Lembro do meu primeiro livro do Mario Quintana...

Os Insetos Interiores


Notas de um observador:

Existem milhões de insetos almáticos.Alguns rastejam, outros poucos correm.A maioria prefere não se mexer.Grandes e pequenos.Redondos e triangulares,de qualquer forma são todos quadrados.Ovários, oriundos de variadas raízes radicais.Ramificações da célula rainha.Desprovidos de asas,não voam nem nadam.Possuem vida, mas não sabem.Duvidam do corpo,queimam seus filmes e suas floras.Para eles, tudo é capaz de ser impossível.Alimentam-se de nós, nossa paz e ciência.Regurgitam assuntos e sintomas.Avoam e bebericam sobre as fezes.Descansam sobre a carniça,repousam-se no lodo,lactobacilos vomitados sonhando espermatozóides que não são.Assim são os insetos interiores.
A futilidade encarrega-se de maestra-los.São inóspitos, nocivos, poluentes.Abusam da própria miséria intelectual,das mazelas vizinhas, do câncer e da raiva alheia.O veneno se refugia no espelho do armário.Antes do sono, o beijo de boa noite.Antes da insônia, a benção.
Arriscam a partilha do tecido que nunca se dissipa.A família.São soníferos, chagas sem curas.Não reproduzem, são inférteis, infiéis, in(f)vertebrados.Arrancam as cabeças de suas fêmeas,Cortam os troncos,Urinam nos rios e nas somas dos desagravos, greves e desapegos.Esquecem-se de si.Pontuam-se
A cria que se crie, a dona que se dane.Os insetos interiores proliferam-se assim:Na morte e na merda.
Seus sintomas?Um calor gélido e ansiado na boca do estômago.Uma sensação de: o que é mesmo que se passa?Um certo estado de humilhação conformada o que parece bem vindo e quisto.É mais fácil aturar a tristeza generalizadaQue romper com as correntes de preguiça e mal dizer.Silenciam-se no holocausto da subserviênciaO organismo não se anima mais.E assim, animais ou menos assim,Descompromissados com o próprio rumo.Desprovidos de caráter e coragem,Desatentos ao próprio tesouro...caem.Desacordam todos os dias,não mensuram suas perdas e imposturas.Não almejam, não alma, já não mais amor.
Assim são os insetos interiores.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Boneca de luxo

Ande, mas com cautela.
Respeire, mas silenciosamente.
Corra, Lute, se lance, porem graciosamente.

Sofra com um sorriso no rosto.
Diga o que se passa, mas não chore.
Nunca Chore! isso poderá constranger os outros.
Mas chorar as vezes torna a história mais interessante.

Seja Bela sempre!
Feminina, delicada, gentil, feliz ,Inteligente e esperta.
Se não tiveres tais atributos estará fadada a solidão eterna.


Por mais que queira, nunca andes sozinha.
Ficar sozinha é sinal de insanidade e insensatez

Sente ereto, isso sorria..
Um pouco mais para a esqueda....
Abra mais o olhos.
Não não.. não suspire alto.
sim... agora sim.
Diga X e mantenha-se assim ate morreres.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009


"... Desejaria odiá-lo, e não sentir nada por ti. Se fosse me dado, uma nova chance para te ver." (http://escadashorizontais.blogspot.com/)

Isso já diz muita coisa...


Quando algo não acontece, depois de um tempo de espera, é sinal que realmente não haverá resultados, somente silêncio.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Voz?


Minha cabeça doi.... está cheia de pensamentos que eu não queria ter.
De preocupações que eu queria não me importar

Sob a pressão desnecessária de todos que querem o que eu não quero!
Porque, o que eu quero simplesmente não acontece!
Se enrosca, atrasa, é adiado, não desata!
Eu tento, luto, busco .... questiono.

Mas parece que minha voz não produz som,
Minhas mãos estão imobilizadas, minhas pernas estão sem força, mas....
Eu corro, eu tento gritar, eu pulo, vôo, me multiplico.
mas... para onde???que não é para frente, nem para traz?

Para onde? Há neste mundo uma tempestade sem vento??
Estagnada estou nas minhas proprias correntes,
Presa em meus próprios pensamentos.
Em uma caixa
Em um zoológico invertido.

terça-feira, 18 de agosto de 2009


E se alguém perguntar sobre os romances da minha vida...

A cada dia, passo a me conhecer melhor, porem minhas mutações me cansam. As vezes sinto que muitas delas são desnecessárias.

Minha mente é um emaranhado de emoções, imagens, palavras e desejos que se misturavam e me provacam tontura. Maldito cadeidoscópio....

Preciso de foco, de ação e concretização. Mas como? giro demais e não consigo um ponto fixo.


segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Mutações Caleidoscópicas

Mundo Caleidoscópico, pessoas e pensamentos são como contas coloridas. Se unem, separam e multiplicam-se conforme o giro. A Garota de olhos dor de jabuticaba observa o giro das contas, singelo e simples como ela mesma, somente através do caleidoscópio ela consegue viver e sonhar em um mundo monocromático.
O tempo passa, as mutações da garota e do caleidoscópio se misturam. As cores agora têm outro tom, a velocidade do giro é outra, o mundo do outro lado já não é o mesmo.
E velhas contas coloridas de seu caleidoscópio continuam ajudando a sonhar
.